sábado, 21 de janeiro de 2012

É necessário falar


Esses pensamentos estão me consumindo, dia e noite, sugando minha energia, me deixando cansada do dia que passa, das pessoas com as quais eu convivo.
Essa sensação reprimida, que eu não posso expressar, que nunca vai ser compreendida, vontade que nunca vai ser satisfeita.
Eu queria poder gritar e falar a verdade, eu queria ter a coragem e queria saber argumentar de volta.
Mas eu não sou treinada para isso, nunca pratiquei o enfrentar, sempre pratiquei o esconder, o ponderar e o deixar para lá.
Esse negócio de não poder controlar sentimento é bem chato, na verdade. Eu queria ter o poder de escolher a quem e ao quê dedicar um pouco de mim.
Lutar para não demonstrar e não sentir é o que está me matando aos poucos.
E escrever um pouco sobre isso, mesmo sem mencionar os acontecidos, me dá uma leve sensação de alívio, diferente da sensação de angustia que tenho vivido.

E tem uma coisa a qual eu sou muito grata: as pessoas que me cercam não são as mais espertas para notar as sutilezas que se passam comigo. E mesmo se elas notassem, iriam confundir com coisas obvias.
Um dia eu disse e ninguém acreditou: eu sou uma pessoa com um auto-controle absurdo e eu engano muito bem.

2 comentários:

Jeniffer Yara disse...

Nem reparamos quando nos controlamos, e desabafar um pouco sobre o que se sente e que não pode expressar todo tempo é muito bom, faz bem!

Beijos

Raíssa C disse...

Tenho esse grande problema: prefiro guardar as coisas para mim. Estou tentando mudar isso, como disse a outra leitora, é sempre bom desabafar. Quando não consigo falar "exatamente" com alguém, desabafo através de textos. E assim como você, acho chato não poder controlar os sentimentos. Seria bem mais fácil e menos doloroso escolher gostar de algo, mas será que teria tanta graça assim? Não sei, rs. Um grande beijo.